destaque

Release

Usando a frase típica dos compositores nas rodas de samba como título do novo álbum, Mumuzinho consolida seu trabalho como cantor unindo partido alto e samba romântico e se firma como referência do samba para a juventude do século 21.

Mumuzinho pede no título do seu novo disco: “Fala meu nome aí”. Mas nem precisa pedir, o cara tá em todas! Aos domingos, é uma das estrelas do “Esquenta”, na TV Globo; tem feito muitos shows por todo o país; é convidado para as melhores rodas de samba do Rio e São Paulo; não para de tocar nas rádios; e ainda participa sempre que pode de projetos como “Sambabook” e “Quintal do Pagodinho”. Mas ele não está satisfeito e agora lança seu terceiro trabalho – mais um motivo para que seu nome fique nas paradas de sucesso. Depois do CD de estreia, em que se apresentou ao público, e de um projeto ao vivo, Mumuzinho parte para um trabalho de consolidação, em que reafirma sua personalidade artística. Cercado no dia a dia por nomes como Zeca Pagodinho e Arlindo Cruz, o sambista bebe na fonte do partido alto do Cacique de Ramos, mas dá seu toque pessoal a esse pagode: Mumuzinho é romântico, e deixa isso claro em “Fala meu nome aí”. Suas músicas cantam o amor e têm comunicação imediata com o público jovem, já que tratam de assuntos contemporâneos, vividos em qualquer roda de amigos ou esquinas do país. O trabalho da dupla de produtores Lelê e Bruno Cardoso (vocalista do Sorriso Maroto), juntos com Mumu desde o início de sua carreira, reforça a pegada jovem de seu trabalho. Versos como Dança escutando funk no iPhone (“Teste de conhecimento”), Toma um chá de simancol, meu bom rapaz (“Fala meu nome aí”) e Você me pega na pressão do gigabyte (“Configurações do amor”) retratam a realidade de uma juventude que tem em Mumuzinho uma nova referência no mundo do samba. É o gênero nascido no século 20 mostrando sua versão 2.1. O samba de Mumuzinho trata dos relacionamentos de forma bem-humorada, como nas ótimas “Design” e “Configurações do amor”; mostra o sofrimento de um homem apaixonado em “Teu silêncio”; e traz belas declarações de amor, como em “Teste de conhecimento” e “Fulminante”. Boa parte destas músicas ostenta uma assinatura de respeito: Claudemir (autor dos sucessos “Ogum”, de Zeca Pagodinho, e “Fala baixinho”, do Revelação) assina sete faixas deste disco. Mumuzinho também mostra seu lado compositor, em “Fala meu nome aí” e “Configurações do amor”. E o álbum ainda traz outros fazedores de hits, como Délcio Luiz, Prateado e Picolé, e conta com um time de músicos de primeira como Jota Moraes, Mauro Diniz e Carlinhos 7 Cordas Mas a grande chancela é mesmo dada por Zeca Pagodinho, padrinho musical de Mumuzinho, que participa da faixa-título do CD – uma crônica bem ao “estilo Zeca”, falando sobre um personagem típico dos pagodes: aquele que quer ver seu nome citado pelo cantor no palco. Convidada especial, a atriz Carolina Dieckmann mostra afinação em “Desejo de amar”, antigo sucesso na voz de Eliana de Lima. Esta não é a única regravação: o CD ainda traz uma bela interpretação de “Identidade”, de Jorge Aragão. Através dos versos Se o preto de alma branca pra você / É o exemplo da dignidade / Não nos ajuda, só nos faz sofrer / Nem resgata nossa identidade Mumuzinho lança sua voz contra o racismo. Outro momento “social” do disco é “Crianças do Brasil”, canção-manifesto a favor dos pequenos, em que o cantor aproveita para homenagear seus filhos Hanry, Kaik e João – aliás, vale lembrar que Zeca Pagodinho no início de carreira sempre gravava músicas falando das crianças. Mas de infantil o resto do disco não tem nada. Pelo contrário. Mumuzinho demonstra maturidade ao focar seu trabalho naquilo que ele faz de melhor: cantar o amor, sem deixar a malandragem de lado. Ao longo de 14 faixas, ele se mostra um homem apaixonado e de bem com a vida. Depois de ouvi-las, quem vai se apaixonar ainda mais são seus fãs Por Leonardo Bruno Março de 2015

discografia

Fala meu nome aí

2015

Ao Vivo

2013

Dom de Sonhar

2012

agenda

22/09/2016

São Paulo/SP – Rádio Transcontinental

Local:

Via Marquês

23/09/2016

Aracaju/SE

Local:

Samba Aracaju

24/09/2016

Recife/PE

Local:

Area Externa Centro de Convenções – Samba Recife

24/09/2016

Maceió/AL

Local:

Cidade do Samba – Samba Alagoas

fotos

vídeos

facebook

Central do fã





contato

Programador: Jonathas Guerra